Posts com Tag ‘Religião’

Absurdo, injustuficável e desumano são as palavras que descrevem o ato do jovem Wellington Menezes que tirou a vida de 12 crianças em uma escola no Rio de Janeiro esta semana. è o tipo de crtime que geracom razão comoção imediata e irrestrita de toda a sociedade, é imperdoável na mais ampla acepção da palavra.

Um crime que ainda irá gerar discussões intermináveis sobre as motivações que levam um ser humano a cometer ato de tamanha ojeriza, discussão ampliada pela carta de despedida do criminoso recheada de enlances religiosos que indicam o caminho fácil de se relacionar o acontecido com fanatismo religioso, estou até surpreso de niguem ter tentado ligar o crime ao cinema ou a algums video games.

Mas até agora ninguém comentou o cerne deste tipo de crime friamente premeditado, aquilo que impede a maioria das pessoas de cometer algo mas que aparentemente faltou em Wellington Menezes: HUMANIDADE, sim porque por maior que seja o estado de desespero em que se encontre uma pessoa se esta for dotada de o mínimo de sentimento de humanidade este sentimento não permitirá que se tire a vida de crianças inocentes muito menos permitirá que se faça isso de forma premeditada.

E como se perde a humanidade? Sim é preciso perder, porque me nego a acreditar que alguem nasça sem. Então todos temos sentimentos humanos desde o começo, e a estes sentimentos se somam valores que nos são passados pelo ambiente em nossa volta: pais, amigos, escola… Será que os pais de Wellington Menezes foram zelosos o suficiente? Não posso dizer. Será que a escola contribuiu de forma positiva na fomação deste cidadão? Não pelo que mostra o relato de um colega do tempo estudantil que se refere ao atirador como o bundão da classe, veadinho, estranho… Bullying não inocenta nem torna menor o crime de Wellington, mas é esclarecedor quanto a mostrar como a negligência é capaz de forma pessoas capazes de tais atos hediondos.

E religião é apenas uma muleta onde Wellington Menezes e outros se apoiam para justificar seus atos, assim como seriam os filmes e os jogos quando na verdade tudo está naquilo que internalizamos do mundo, naquilo que o mundo traz para nossa pessoa; e quem faz o mundo? Que mundo você está fazendo?

 

Uma campanha publicitária que já passou por diversos países do mundo com resultados distintos, chegou ao Brasil através da ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), que pretendia exibir as peças em São Paulo, Porto Alegre e Salvador, digo pretendia pois em São Paulo e Salvador a veiculação já foi rechaçada (e não duvido que em PoA o desfecho seja diferente).

O conteúdo das peças é raso, muito diferente do nivel de racionalismo que se espera de Ateus e Agnósticos, o discurso apresentado é agressivo e discutivel, algo que os próprios agnósticos debateriam mas que bate de frente exatamente no pensamento religioso difundido para a grande massa, questionando pontos como a intolerancia, o caráter e a liberdade de pensamento e expressão.

Apesar de esperado o veto deste tipo de publicidade no Brasil não deixa de ser lamentável. Lamentável porque limita a expressão de pensamento de uma parcela já considerável da população impedindo inclusive que se construa debates mais saudáveis sobre o tema fugindo do fanatismo presente em ambos os lados da discussão.

Faz sentido. Kibei do Sociedade Dionisíca, conhece?

Um ateu com medo de Deus? Veja o que acontece…

Deus bem vingativo esse… Brincadeirinha

Mais um ótimo trabalho do ótimo My Name Is.

É guerra

Publicado: 18/08/2009 em Opinião, Pensamento
Tags:, ,
é guerra

É guerra!!!

Cara sortudo é o José Sarney (e os seus genros), além de ser praticamente um intocável perpetuado no poder, protegido pelo presidente, ainda pode contar com uma guerrinha particular entre os dois maiores veículos de mídia do país no exato momento em que choviam acusações sobre cabeça como caem as folhas no outono.

Óbvio que a toda poderosa Rede Globo de televisão tem interesse em diminuir a credibilidade e o crescimento da Rede Record, que apesar de não ser ameaçador como dizem aqueles que vêem na emissora carioca um império do mal, não pode deixar de ser registrado.

Mas esse interesse hoje está, ainda que repleta de segundas e terceiras intenções, servindo para denunciar no mínimo uma situação que precisa ser apurada. O rápido crescimento da rede Record e sua ligação com a Igreja Universal do reino Deus, ambas chefiadas pelo bispo Edir Macedo.

Essa ligação aparentemente se dá através de um pool de empresas, também ligadas a Edir que transferem fundos entre si de forma não usual e difícil de explicar, e é exatamente essa movimentação financeira que pode levar a descobrir a troca de valores entre Rede Record e IURD.

O grande problema nisso tudo é que para você ter um CNPJ que não paga imposto sobre sua própria arrecadação no Brasil basta você abrir… Uma instituição religiosa, e qual é a arrecadação de uma igreja… as doações sem qualquer tipo de recibo que fazem os fiéis ou como é comumente chamado o dízimo. Não existe nenhum tipo de controle sobre a entrada ou destinação desse dinheiro, diz a lei que isso é para permitir que as instituições tenham liberdade e facilidade de utilizá-lo em suas obras sociais.

Mas essa facilidade também permite que uma instituição como a IURD e outras religiões movimente valores estratosféricos sem precisar comprovar o destino de demonstrar sequer um centavo ao poder público. E é aí que reside o problema, como levantar pra onde vai o dinheiro se não existe imposto de renda ou qualquer outra forma de demonstrar o real montante deste…

Enquanto isso um certo senador agradece o refresco…