Posts com Tag ‘Motos’

Essa eu copiei descaradamente do OsMotoqueiros.com.br, se curte motos que nem eu vale a visita.

Pesquisador afirma que as motocicletas podem trazer benefício a seus usuários.Imagine se ao mesmo tempo que você está dirigindo sua motocicleta, também treina seu cérebro. Parece bom demais para ser verdade. Mas é isso mesmo o que diz o cientista Ryuta Kawashima, em sua mais recente pesquisa.

De acordo com o japonês, a condução de motocicletas exige maior atenção do usuário, fazendo com que o cérebro envelheça com mais saúde.

Kawashima realizou, em parceria com a Yamaha Motor Company, experimentos na Universidade de Tohoku, no Japão.

Utilizando 22 homens de meia-idade, habilitados para motocicletas, mas que não andavam com os veículos nos últimos 10 anos.

Dividindo-os em dois grupos, um deles passou a utilizar motos e o outro carros e bicicletas.

Depois de dois meses, todos passaram por testes cognitivos e o resultado foi favorável ao grupo das motocicletas. “Mostramos que pode melhorar suas condições mentais apenas andando de motocicleta”, disse Kawashima.

Fonte: Terra

Olha como rejuvenesce

Olha como rejuvenesce

Quem me conhece sabe do prazer que tenho ao dirigir motos, confesso que é um vício, mas é importante ressaltar que não é um veículo apropriado para o terreno molhado, mesmo assim as vezes é inevitável andar com as danadas debaixo de chuva.

CHUÁÁÁ

CHUÁÁÁ CHUÁÁÁ

Acabou de acontecer comigo, no trecho de aproximadamente 300 quilometros entre Campos dos Goytacazes e Santo Antônio de Pádua – RJ – por total culpa de meus metereologistas de plantão. Resultado um temporal bem no meio do caminho, asfalto escorregadio, pouca visibilidade e uma dose extra de adrenalina.

Então é sempre bom ter em mente algumas dicas para quand enfrentar este de situação:

Essas eu peguei do EmburgMan Moto grupo.

Se você puder evite andar na chuva especialmente na estrada pois sua visibilidade é menor e a dos outros veículos também, mas se caso for necessário tenha sempre uma roupa de chuva pois o desconforto ou o frio ajudam você a perder a concentração o que pode tornar-se um risco desnecessário.

Andar na chuva requer alguns cuidados que podem fazer uma enorme diferença em termos de segurança:

1. Na cidade: evite o canto interno das curvas pois é lá que junta toda a sujeira que a chuva varre, é por onde circulam os veículos pesados, onde geralmente vazam óleo diesel e combustíveis que são um verdadeiro sabão especialmente quando molhados;

2. As poças d’água: evite-as pois geralmente elas escondem buracos que podem provocar quedas ou aquaplanejem (perda de aderência do pneu por ação de uma camada de água entre o pneu e a pista);

3. Calibragem dos pneus: andar na chuva requer mais aderência que andar no seco, se você quiser aumentar sua segurança na chuva diminua a pressão dos pneus, quanto mais superfície de contato na pista mais seguro, diminua até oito libras, mas lembre de voltar a calibrar quando parar a chuva.

4. Frear na chuva: a pressão que se exerce no manete do freio quando está seco deve ser o mesmo nas condições molhadas, mas atente que por o disco de freio estar molhado, na hora que você for acioná-lo ele terá um breve retardo na ação e a reação normal seria apertar um pouco mais para causar a freada, mas essa atitude pode ser fatal, pois o disco molhado desliza as pastilhas e quando você imprime mais pressão, ele seca rapidamente e pode causar o bloqueio da roda (alicatar) e nesse caso, é chão na certa. Portanto freie com cuidado e com calma mesmo nas condições mais adversas.

E a mais importante , reduza a velocidade, não tenha vergonha de parar e esperar a chuva passar, é melhor que levar um chão, eu garanto.

Depois disso a amigona merece um banho né?

Olha o que os malucos fazem em cima de motocicletas, não tentem em casa.

Coisa de doido.

Obviamente Mape é contrário a todo ato de imprudência no trânsito.

Ótimo findi para nós.

Moto é uma delícia, é um prazer, um modo de vida, algo que nos traz facilidade e satisfação. Para os aficcionados como eu é impossível pensar a vida sem as duas rodas, seja pela facilidade de locomoção, a ausência de trânsito ou o simples cortar do vento, a “simples” sensação de liberdade.

Mas tudo isso tem um preço, exatamente como tudo na vida e o preço neste caso é o perigo, o risco constante de quedas e graves ferimentos decorrentes do perigo próprio ao meio de locomoção. Por isto mesmo ainda mais que um automóvel é necessário verdadeiro discernimento do que se está guiando por parte da pessoa que guia uma motocicleta.

No último domingo (29) durante uma prova de motociclismo categoria iniciantes que servia de preliminar para categorias maiores no famoso circuito de Indianapólis (EUA) o jovem “piloto” Peter Lenz de apenas 13 anos caiu durante a volta de apresentação sendo atingido pela moto de outro piloto, Peter não resistiu aos ferimentos e faleceu 3 horas depois no hospital.

O perigo todos sabem que existe, mas não entendo que na cabeça de um garoto de 13 anos exista o real discernimento para em uma “competição” saber o limite entre o que é ou não seguro, adultos muitas vezes não exergam esse limite. A competição força aqueles que tem o sonho de alcançar categorias top em qualquer esporte a começar cada vez mais cedo, mas no caso do motociclismo os perigos envolvidos deveriam ser melhor avaliados pelas federações evitando catagorias com idades baixas, e principalmente pelos pais que em última análise são os responsáveis por permitir a participação de seus filhos neste tipo de competição.

Abaixo um vídeo onde o próprio Peter Lenz mostra o grave ferimento sofrido em um acidente anterior.

UpDate: 5 de setembro de 2010, mais um acidente fatal envolvendo Motovelocidade. O japonês Shoya Tomizawa, 19 anos, que disputava o mundial de motovelocidade na categoria Moto2, não resistiu aos ferimentos após cair e ser atropelado por duas motocicletas no circuito de San Marino.

Veja o vídeo do acidente de Tomizawa aqui. Trágico.

A sensação de liberdade, de velocidade, de estar em contato com toda a natureza ao redor e melhor ainda com “alguem” na garupa. Carro é necessidade mas moto… moto é diversão é prazer é um estilo de vida.

Duvida?

Beldades… Ahhh…