Posts com Tag ‘Futebol’

Feliz da torcida que nunca desiste, que não sai do estádio antes que soe o apito final, que grita, empurra e acredita até o fim.

Deve ser a imagem mais repetida na internet hoje.

Há exatos 10 anos a maior do mundo, a magnética, a nação viveu um momentos daqueles que merecem um lugarzinho especial entre as muitas memorias gloriosas que o MAIS QUERIDO proporciona a seus apaixonados torcedores. Hoje é dia de comemorarmos 10 anos do inesquecivel gol de PETKOVIC em cima dos viceínos tremendamente mal vestidos.

Até hoje os felizes Rubro-Negros que acompanharam aquele histórico dia sem lembram emocionados daquela falta lá do meio da rua, aso 43 minutos do segundo tempo, que sepultou as esperaçãs do maior rival de comemorar algo em cima dos urubus e principalmente: MARCOU A CONQUISTA DO QUARTO TRICAMPEONATO CARIOCA do MENGÂO!

Anúncios

E esse é o FLAMENGO, mais uma vez contrariando toda a lógica, derrubando qualquer prognóstico e inclusive contrariando a lógica financeira que implorava pelo Mais Querido em uma final, com dois jogos de estádio lotado para acalantar os combalidos cofres da federação carioca de futebol e pingar alguns caraminguás nos puídos bolsos do convidado de honra em uma virtual finalissíma de campeonato.

Contra o time de balé das Laranjeiras foi apenas mais uma demosntração clara de que não é possível escapar do destino e o destino Rubro-Negro é vencer incessantemente seus rivais fregueses distritais, mesmo em uma semana em que a mídia sempre ávida por um burcurinho que venda mais jornais procurou deseperadamente um factóide que colocasse o FLAMENGO sem a condição de favorito em um jogo decisivo, ora pois qualquer pessoa que tenha nascido nos últimos dois séculos sabe muito bem que futebol é um esporte onde na decisão sempre dá FLAMENGO.

Pobres e decadentes Flores que em seus devaneios de uma grandeza que ficou no passado, acreditaram que somente com futebol, arbitragem ruim e uma camisa esquisitona poderiam fazer frente ao destino. Se esquecem que em suas parcas vitórias sempre tiveram que contar com algo estranho ao normal, o famoso Sobrenatural de Almeida por vezes dá as caras nos gramados para conferir alguma emoção ao esporte bretão, quando ele não surge o resultado “normalmente é o normal”, como foi ontem.

Agora não tem mais jeito, contra o mais fiel dos fregueses no próximo domingo o Flamengo tem marcado mais um encontro com seu destino vitorioso,  e no fundo as hostes cruz-maltinas já sabem que a chance de comemorarem uma conquista de turno se esvaiu ontem quando o derradeiro penalti foi cobrado selando o destino do Campeonato Carioca de 2011.

Sempre FLAMENGO.

Alguns dizem que se deve dizer adeus no auge, quando tudo ainda parece perfeito, teorizam que assim se deixará saudade e curiosidade de como poderia ter sido aquele passo adiante, o que poderia acontecer se o esforço durasse mais algum tempo. Outros preferem esgotar tudo, saturar até o ponto em que a despedida deixa de ser uma opção e passa a ser o único caminho a ser tomado, muita vezes tomado com agressividade que deixa mágoas. De qualquer maneira nunca é fácil dizer adeus, tchau ou o que for.

Hoje se depede dos campos um dos grandes do futebol, apesar de ser um traidor da Nação Rubro Negra (e sempre será lembrado e esculachado por isso) é inegável que Ronaldo o Fênomeno, está entre os maiores jogadores de todos os tempos, um dos pioneiros em uma era de pop stars da bola, o maior artilheiro em Copas do Mundo, um guerreiro com incontáveis voltas por cima, que cometeu o pequeno erro de se apegar demais a própria capacidade de renascer.

Há dois anos atrás Ronaldo teria parado em meio á elogios, hoje tudo o que gera é um pequeno desconforto entre aqueles que sabem que se depede um grande jogador, mas entendem que o momento atual não comporta as homenagens que talvez fossem devidas.

Vai curtir a aposentadoria com tranquilidade Ronaldo, cuidar de sua extensa prole, cultivar sua enorme pança, aproveitar os agitos que a brilhante carreira lhe concedeu, claro que pequenos cuidados serão necessários e evitar certas “damas de paus” mais ainda, mas pode ir tranquilo, porque dentro de campo você foi um dos melhores.

Na boa, só podem estar de sacanagem, fazem uma camisa ultra moderna, que evapora o suor de forma instantânea, ecológica, afinal dizem ser toda feita com garrafas pet (não sabia que essas garrafas eram caras), e aí cagam tudo com essa tarja medonha bem no centro peito da camisa mais vitoriosa do futebol mundial!!!

Censura nos peitinhos? Tá de sacanagem né?

Inventam uma desculpa de relacionar isso à pinturas tribas que precediam as batalhas, mas definitivamente não rola, a tarja é grosseira, não remete à pintura tribal, não se harmoniza com o resto da camisa e não tem (nem vai conseguir criar) nehum tipo relação histórica com a própria camisa.

Bem infeliz.

Em 2014 vamos ter a Copa, garanto que vai ser tudo maravilhoso, tudo funcionará absurdamente bem: transporte, informações, estadias; os gringos não terão do que se queixar porque nós estamos nos especializando em fazer exatemente isso, festas para os gringos, infelizmente logo que a festa acaba e se demonta o salão não sobra muito para aproveitarmos.

Chamam isso de organização?

E vai ser assim também com a venda de ingressos, teremos venda pela internet e outras canais que não exclusivamente as bilheterias dos estádios, entrega em diversos postos facilitando a vida dos torcedores expectadores e evitando a formação de filas intermináveis, catracas automáticas e funcionais tornando a entrada nos estádios um momento agradável e tranquilo, talvez tenhamos algum problema com cambistas, mas será algo bem menor do que a total esbórnia que vemos hoje.

Infelizmente todo o histórico indica que mais uma vez estas “comodidades” (pra mim isso seria algo de direito) ficará para o torcerdor brasileiro pós-Copa. Será um verdadeiro absurdo permanecer tendo cenas como a de hoje onde torcdores que desejam assitir á estreia de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo se acotovelaram, sofreram, presenciaram toda a sorte de maus tratos e ilegalidades.

Este modelo de vendas exclusivamente em bilheterias de estádio com, em regra, apenas 3 dias de antecedência além de causar óbvios atropelos ainda alija da possibilidade de muitos poderem comprar seus ingressos diretamente da organização, porque durante a semana em horário comercial o normal seria poucos terem a oprtunidade ficar o dia inteiro em uma fila (verdadeiro bando de desocupados), ou seja muitos tem que recorrer para a safadeza dos cambistas se realmente desejar assistir in-loco o espetáculo futebolistico.

Se a venda pela internet ainda é um sonho, o mínimo que poderia ser feito é a venda pela rede de lotéricas, com geração eletrônica e dinâmica de tickets, não é difícil de fazer, cada lotéritica credenciada teria uma carga máxima de ingressos, assim não adiantaria formar filas quilométricas, seria necessário ir a outro de venda. Vendas por CPF, porque não? Inibiria a ação de cambistas e facilitaria a identificação do torcedor. E pricipalmente vendas antecipadas, se existe um caléndário do futebol não se justifica vender ingressos apenas na véspera dos jogos.

Natural de Wattford, Inglaterra, nascido em 1965, Vinnie Jones atuou por diversos clubes da liga Inglesa de futebol entre os anos de 1986 e 1998, jogando inclusive pelo hoje poderoso Chelsea de Londres.

Adepto do futebol desastre força, onde toda a técnica e frescura deve ser punida com vigorosos chutes e catiripapos, Vinnie se notabilizou como um dos grandes brucutus do futebol mundial capaz de obter reverência de guerreiros jogadores do porte de Junior Baiano, Sandro Goiano e até mesmo Felipe Melo, o famoso espremedor de laranjas brasileiro.

Com um estilo de jogo dos mais rudimentares, com extenso arsenal de jogadas onde se destacavam o carrinho por todos os lados e também por cima, a cabeçada na testa adversária e o catiripapo na orelha, Vinnie se notabilizou pela excelência em uma jogada impar no futebol, um lance capaz de frear as mais fortes ambições ofensivas de qualquer adversário, o famoso Tatsumaki-Senpū kyaku, mais conhecido como Hurricane Kick (chute furacão) plágiado descaradamente por Ryu, Ken e Akuma na famosa série de videogame Street Figther.

Vinnie sempre foi na bola.

E muito embora o poderoso chute furacão de Jones fosse perfeitamente capaz d e eliminar parar qualquer adversário, o gênio futebol também ficou famoso por suas modernas técnicas de intimidação psicológica, como no flagrante abaixo onde ele faz o astro do futebol inglês paul Gascoine literalmente falar fino, palhaçadinha zero.

Clássico exemplo de bola dividida

Por essas e outras o gênio da bola se aposentou com grande alivio admiração de seus colegas de profissão e torcedores, não conseguindo nem mesmo cair no anonimato reservado a mutos ex-jogadores de futebol profissinal, Vinnie imediatamente começou uma bem sucedida carreira no cinema inglês onde utilizou largamente suas avançadas técnicas marciais artísticas sendo inclusive reconhecido por oscarizaveis atuações em filmes como Euro Trip e Snatch.

Alguns lances deste grande feladaputa jogador do futebol.

Esse é macho.

 

Sim Ronaldinho Gaúcho é do Flamengo, uma contratação inequivocadamente grandiosa do Mais Querido, pelas cifras envolvidas, pela exposição midiática, pela concorrência de outros clubes, pela importância enorme que RG10 ainda tem no futebol mundial mas principalmente por resgatar algo que aparentemente faltou no terrivel ano de 2010 Rubro-Negro, um sentimento de grandeza que deveria acompanhar obrigatoriamente todo pensamento que se relacione ao Clube de Regatas Flamengo.

O Flamengo agora possui dois desafios para superar, o primeiro será conseguir manter o jogador mais dentro dos gramados do que em churrascarias e pagodes, missão que se anuncia difícil, no último mês se falou de RG10 em todas as baladas mas nunca se falou que o mesmo tivesse dado uma mísera corridinha na praia, não é segredo que Ronadinho com a bola nos pés faz a diferença, como também não é segredo que a forma física do jogador não anda lá essas coisa nas últimas temporadas.

O segundo desafio é a montagem de um time não apenas forte no papel mas também em campo, começando por uma mudança na própria caracteristica de jogo que deixa de ser fortemente apoiado nas laterais para passar a ser controlado pelos jogadores de meio. Com a iminente contratação também de Thiago Neves o flamengo passar a ter dois meias legitimos, algo que não se via há um bom tempo na Gávea.

Ainda sinto a falta de um zagueiro de “griffe”, para formar com Wellington ou David Brás a zaga central do Fuderosão, com todo respeito mas não vejo Ronaldo Angelim com condições de continuar como titular de nossa defesa, assim como soa como temerária a opção por  Egídio na lateral esquerda, em meu pensamento forçaria até mesmo o Renato “canhão” Abreu por ali.

Para finalizar gostaria muito de dar os parabéns a alguem que apanhou (algumas vezes com razão) muito no ano passado devido ao péssimo rendimento Rubro Negro nos gramados e muitas (e eternas) confusões nos bastidores, mas que deu uma aula de condução na contratação de Ronaldinho Gaúcho, Parabéns Patrícia.