Comprar ingresso no Brasil é coisa de maluco

Publicado: 01/02/2011 em Desmotivacional, Esporte, Futebol, Opinião, Pensamento
Tags:,

Em 2014 vamos ter a Copa, garanto que vai ser tudo maravilhoso, tudo funcionará absurdamente bem: transporte, informações, estadias; os gringos não terão do que se queixar porque nós estamos nos especializando em fazer exatemente isso, festas para os gringos, infelizmente logo que a festa acaba e se demonta o salão não sobra muito para aproveitarmos.

Chamam isso de organização?

E vai ser assim também com a venda de ingressos, teremos venda pela internet e outras canais que não exclusivamente as bilheterias dos estádios, entrega em diversos postos facilitando a vida dos torcedores expectadores e evitando a formação de filas intermináveis, catracas automáticas e funcionais tornando a entrada nos estádios um momento agradável e tranquilo, talvez tenhamos algum problema com cambistas, mas será algo bem menor do que a total esbórnia que vemos hoje.

Infelizmente todo o histórico indica que mais uma vez estas “comodidades” (pra mim isso seria algo de direito) ficará para o torcerdor brasileiro pós-Copa. Será um verdadeiro absurdo permanecer tendo cenas como a de hoje onde torcdores que desejam assitir á estreia de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo se acotovelaram, sofreram, presenciaram toda a sorte de maus tratos e ilegalidades.

Este modelo de vendas exclusivamente em bilheterias de estádio com, em regra, apenas 3 dias de antecedência além de causar óbvios atropelos ainda alija da possibilidade de muitos poderem comprar seus ingressos diretamente da organização, porque durante a semana em horário comercial o normal seria poucos terem a oprtunidade ficar o dia inteiro em uma fila (verdadeiro bando de desocupados), ou seja muitos tem que recorrer para a safadeza dos cambistas se realmente desejar assistir in-loco o espetáculo futebolistico.

Se a venda pela internet ainda é um sonho, o mínimo que poderia ser feito é a venda pela rede de lotéricas, com geração eletrônica e dinâmica de tickets, não é difícil de fazer, cada lotéritica credenciada teria uma carga máxima de ingressos, assim não adiantaria formar filas quilométricas, seria necessário ir a outro de venda. Vendas por CPF, porque não? Inibiria a ação de cambistas e facilitaria a identificação do torcedor. E pricipalmente vendas antecipadas, se existe um caléndário do futebol não se justifica vender ingressos apenas na véspera dos jogos.

Anúncios
comentários
  1. […] This post was mentioned on Twitter by mauro peixoto, mauro peixoto. mauro peixoto said: Comprar ingresso no Brasil é coisa de maluco: http://wp.me/pBziQ-10I […]