A semana Flamenga, porque o tempo não pára

Publicado: 05/10/2010 em A semana Flamenga, Esporte, Futebol
Tags:, ,

E a frase imortalizada na canção de Cazuza é uma grande verdade, em qualquer linha de interpretação que se tome,  tempo não pára para vivermos a justa indignação pela forma com que Zico se retirou do clube onde sempre será o maior ídolo, não pára enquanto tentamos entender  como um capitão Léo da vida consegue o poder suficiente para escorraçar porta afora o Galinho, não pára de forma a nos permitir como a presidente Patrícia de palavras tão enérgicas começa a sucumbir perante a doente política RubroNegra.

Não pára para nos despedirmos com esfuziante alegria de Silas, que na verdade nem era para ter vindo, nunca teve cara muito menos pele RubroNegra e ainda sem um currículo que o credenciasse a estar no comando do Mais Querido, pelo menos vai poder dizer aos netos que conseguiu uma vitória no comando do Mengão.

O tempo não pára nem para escolhermos um treinador, o tempo urge e o campeonato está rufando. Luxa é a melhor opção? Não sei, é caro demais e já mostrou que se dá melhor em clubes “bem estruturados (as vezes)”, mas para o tamanho do Flamengo era quem estava disponível, e prefiro apostar no Luxa que morre abraçadao com um Silas da vida, Flamengo tem que pensar grande, de acordo com sua própria grandeza e nese quesito nosso novo treinador se encaixa perfeitamente, se vai dar certo? Talvez em 2011, neste tenebroso 2010 acho que devemos terminar o ano bem, longe da zona da degola.

O maior do maior.

A caravana passa, mas que naquela sexta-feira, 1º de outubro de 2010 o manto acordou um tanto quanto desbotado isso eu ainda não consegui negar. Com Zico pelo Flamengo.

Anúncios

Os comentários estão desativados.