Arquivo de outubro, 2010

Bela Thandie Newton

Publicado: 27/10/2010 em Bela, Mulheres
Tags:

Thandiwe Adjewa, muito mais conhecida como Thandie Newton, inglesa, participou de filmes como Missão Impossível 2, A procura da felicidade, Entrevista com o Vampiro (não lembrava deste) e 2012.

E antes que você jovem descascador de banana, admirador de Andressa Melância fale: Ahh mas ela nem é tão bonita, lembrem-se que a bela nasceu em 1971, quantas mulheres de 39 anos podem esbanjar essa vitalidade? Eu acho que todas as mulhers deveriam chegar aos 39 como Thandie.

Mape pretende chegar aos 39 que nem o Lima Duarte chegou… aos 70.

Thandie Newton
Anúncios

Projeto de lei pretende definir novas regras sobre quem fica com a guarda dos pets em caso de separação do casal, sim guarda e não posse porque de acordo com essa nova lei os bichinhos deixam de ser analisados como bens onde quem tem a nota fiscal leva, na nova lei proposta pelo deputado federal Márcio França (PSB-SP) a propriedade é levada em conta mas não é o único fator a ser considerado, condiçõees de criação a até mesmo o afeto deverão pautar a decisão judicial em caso de discórdia entre quem fica com os mascotes.

O projeto pretende definir também coisas como horários e dias de visitas e obrigações financeiras como alimentação e gastos com veterinários, algo bem parecido como as decisões tomadas com relação a guarda de filhos.

Agora imagina: Após longa e estressante briga judicial, o cara perdeu mulher, carro, apartamento, parte do salário e ainda aparece um oficial de justiça dizendo que veio buscar o cachorro. Putz SE MATA!

Nessa caso a regra deveria ser clara, o cachorro fica com o homem e o gato com a mulher, simples e claro afinal ter gato está entre os doze sintomas do viado.

O cachorro não!!! Leva o gato.

Vivemos de aparências, e não julgo isso tão errado quanto possa parecer, muitas vezes é realmente necessário, festas, bares, diversão, carros, dinheiro e toda a ilusão que faz parte dessa coisa que chamamos de vida, mas algumas vezes as máscaras caem simplesmente nos derrubando junto.

Um dia normal, em um local completamente comum, nada a se estranhar, a vida seguindo seu rumo como deve ser, não importam muitos os detalhes, o local, garanto que era tudo muito corriqueiro, uma praça, uma rua nada mais.

Quando se aproxima esta senhora, senhora de familia, uns cinquenta e todos ou sessenta e poucos talvez, dessas que a gente vê indo à igreja, morena, meio maltratada pela vida, mas com um sorriso simpático de quem não se permite mostrar abatimento.

Se aproximou, com qualquer frase dessas que a gente fala só por falar, e mesmo em um mundo onde desconfiamos de todos não fui capaz de repelir aquela senhora, sei lá porque só sei que  correpondi a sua simpatia.

Em certo momento ela diz que eu era um rapaz bonito, sem nehuma conotoção maldosa, tipo quando uma avô elogia um neto, agradeci a simpatia e a falsidade daquela senhora, não consigo perder um piada, mas logo em seguida ela emenda:

_ Pena que vai envelhecer rápido , pois seus olhos só refletem tristeza.

Embasbacado com aquela frase tão repentina quanto verdadeira, levei alguns segundos para responder que era somente uma fase, que já passava ou coisa parecida, embora soubesse eu que a velhinha estava coberta de razão e o pior que tal estado se tornara tão nítido que qualquer um poderia perceber.

Depois disso trocamos mais duas frases e ela seguiu seu caminho, me deixando só com minhas dúvidas.

Um dos estranhos acontecimentos da ultima semana.

Depois das japinhas enganadoras, olha outra sequência que vem a provar que não existe mulher feia, existe é mulher pobre descapitalizada.

E se eu não tivesse certeza ainda diria que tem um quê de photoshop nessas fotos aí em cima.

 

 

 

Após uma péssima noite de (sem) sono, levantei me lembrando de um tempo ótimo, lá pelos anos 80, quando ideologias nacionalistas não eram tão importantes a nossos olhos, cinema era apenas um local onde se podia sonhar sem a necessidade de realizar grandes críticas ou questionamentos sobre tudo.

Um tempo em que todo garoto queria ser Top Gun, voar com sua águia de aço por entre nuvens com o sol se pondo lá no horizonte. Um tempo onde a liberdade se dava nestes devaneios infantis. Claro que também era um tempo onde as garotas sonhavam com um Tom Cruise, mas fazer o que?

Top Gun Anthem;  Harold Faltermeyer

Deixa eu voltar para o mundo real.

Sim essa é a candidata da situação à presidencia da república, sim esta entrevista realmente aconteceu.

Eu sou favorárel as duas posições que a cadidata apresenta, sou a favor da descriminilazação do aborto, e não acredito neste Deus propagado pela maioria, mas sei que minha postura não é compartilhada pela maioria, e respeito o regime democrático neste ponto, a maioria decide e ponto.

Mas sou absurdamente contrário a mudança de opinião baseada em momentos politicos ou necessidades eleitoreiras. Não concebo ter como chefe de estado alguém que muda ou renega suas convicções ao sabor das necessidades momentâneas, como entregar meu voto que simboliza minha crença nas promessas feitas durante a campanha à alguem que troca de posicionamento ao sabor das marés? Isto é desvio de caráter, algo que não se espera de um chefe de estado.

O ótimo Imprensa Marrom discorreu mais profundamente sobre o tema aqui.

Mape é do tempo em que o caráter de alguem se media pela disposição com que se defendia suas convicções.