Brasil x Costa do Marfin: Praticidade

Publicado: 21/06/2010 em Futebol
Tags:,

Post demorou porque devido a enormes quantidade de alcool envolvidas  nas comemorações protocolares, este opinador obviamente não estava em condições de escrever bulhufas.

Foi ilegal, mas foi golaço.

A Seleção do Brasil (do Dunga para alguns pobres) mostrou sua cara, não é a cara do espetáculo, do jogo bonito e incrvemente empolgante, mas como dito por aqui na ocasião do jogo anterior esta seleção se portaria muito melhor contra um adversário que tentasse jogar bola. E foi o que aconteceu, o Brasil dominou e matou o jogo com uma eficiência cirurgica, a forte equipe marfinense não teve muita chance ao longo do jogo e quando se abriu ainda mais após o terceiro gol entrou na roda da qual só saía distribuindo pancadas.

Kaká reapareceu, esperamos muito mais dele mas já foi um boa partida onde o meia apareceu nos momentos decisivos e principalmente se movimentou mais pelo campos se apresentando para o jogo, infelizmente resolveu mostra brio em excesso no momento em que os africanos apelaram para a violência, mesmo sendo a expulsão injusta nosso aramdor já estava visivelmente descontrolado com a conivencia do apitador com a pancadaria marfinense.

Apitador que deu uma mãozinha no golaço de Luis Fabiano, duas mãozinhas aliás, foi ilegal sim e não façamos como argentinos e franceses que idolatram tais ilegalidades (mas que foi golaço, isso foi). Bom foi ver que nosso matador não vai nos deixar na mão onde ele colocou a bola no primeiro gol é coisa de quem conhece muito. Elogios para a massacrada dupla de volantes, Felipe Melo e Gilberto Silva jogaram muito.

Sobre o entrevero de Dunga com a imprensa: O cara é fio desemcapado todo mundo sabe, ríspido e grosso como nos tempos de volante (bom volante para que saibam). Mas já começo a ficar do lado dele nesta briga com a imprensa, leia Rede Globo, que massacra o trabalho vencedor do treinador desde que o mesmo acabou com o oba oba da emissora nos bastidores da seleção. Entendam, acabou a Fátima Bernades dentro da concentração, entrevistas exclusivas a qualquer tempo com os jogadores, materiazinhas para o Casseta e Planeta. Nada justifica a sairavada de impraupérios ditos pelo treinador mas o desabafo de quem com uma geração sem craques montou uma seleção absurdamente competitiva, eficiente e que lembremos: Ganhou tudo o que disputou inclusive dando uns bons sapecas em muito time considerado bom por aí.

É para deixar qualquer um zangado.

Update: Passado um dia inteiro vejo com enojante vergonha a maré de corporativismo com que a rede Globo através de seus repórteres e blogueiros tratou o debate, nenhuma imparcialidade na vil tentativa de descredibilizar o atual treinador do escrete canarinho, opiniões imutáveis mesmo diante da imensa maioria de comentários favoraveis a Dunga. A opinião publica ao que parece entende que os palavrões poderiam ser evitados mas também percebe que a imprensa não é nenhum cordeiro nesta história, um pouco de mea-culpa iria soar muito bem.

Anúncios

Os comentários estão desativados.