Sobre Ronaldo, Adriano, Dunga, seleção e Futebol

Publicado: 12/05/2010 em Futebol, Opinião
Tags:

A bola pode ser a melhor amiga de uma garoto que sonha em ser jogador profissional, mas no viver do sonho muitos desses garotos esquece de crescer e não percebe que o esporte que era somente uma brincadeira se torna um patrão não cruel, mas severo e exigente. Aqueles garotos não percebem que o espaço para brincadeiras, molecagens e descompromisso fica cada vez menor à proporção inversa que a conta bancária fica maior.

Ter um time de infância, aquele que vai estar sempre no coração, pelo qual voçê vibrou nas conquistas e chorou nas derrotas é coisa corriqueira e normal neste país, aliás estranhos são os que dizem não torcer por ninguém. E para um PROFISSIONAL, não seria pecado nenhum declarar e assumir o gosto por tal time, porque um profissional sempre dará o máximo de sí não importando a camisa que veste.

Respeito a trajetória de Ronaldo, sempre será sem dúvida um dos maiores nomes do esporte independentente de ter trocado o Ninho dos Urubus pela toca dos gambás, mas o momento dele é risivel, fato, e ficar todos os dias chorando mágoas para as câmeras não muda isso. Cobra respeito do torcedor, a única figura totalmente amadora no universo do futebol. Torcedor não tem responsabilidade com o que fala, como torce. Torcedor é paixão, momento e uma pitada de insanidade. Quem tem responsabilidade por seus atos e falas no universo boleiro são dirigentes, jornalistas, técnicos e jogadores, sim jogadores porque ganham milhões para vender sua própria imagem então que tratem de cuidar dela. Não estando 30 quilos acima do peso, não arranjando confusões matrimoniais a cada 6 meses, não pegando 3 travestis na orla carioca e dizendo que se enganou.

Não venha dizer que se arrependeu.

A bola é uma amante fervorosa, ama e eleva as alturas aquales que a ela dão valor, mas trái e derruba todos os que ousam dela desdenhar. Adriano desdenhou da bola o quanto pôde, é muito melhor que Grafite, mas fez de tudo para não ir à copa, por longos meses se arrastou em desculpas, ausências e problemas. Trilhando um caminho que todos já sabiam onde iria acabar, até o inevitável desfecho. A ida de Adriano à Copa seria um golpe contra o trabalho e o esforço, lamento pelo espetáculo que perde jogadores com ele e o próprio Ronaldinho Gaúcho, mas no fim foi muito justo.

O copo e a loira, agora aproveita.

Justo para aqueles que formam NOSSA seleção, pois é por ela que estaremos gritando nas ruas no proximo mês, então podem parar de palhaçadinha em falar seleção do Dunga. Há quatro anos atrás todos pedimos um basta em uma seleção repleta de estrelas mais interessadas em saus marcas pessoais que em repesentar uma nação. Pois bem lá estarão 23 jogadores que concordo podem não ser os melhores tecnicamente, mas que vão agir e atuar como profissionais dando o seu melhor.

Dunga realizou seu trabalho de forma técnica e transparente, a convocação final é o resultado desse trabalho, estranho seria se ontem ele tivesse anunciado uma lista muito diferente desta, repito que provalemnete não seria minha equipe, mas é o time que vem jogando e ganhando tudo o que disputiu nos últimos 4 anos então o voto de confiaça tem que ser dado. Ganhar ou perder é do jogo, a obrigação é fazer o melhor e isso não temos motivos para não acreditar que será feito.

Para o Dunga que acreditou até o fim em suas convicções e não se curvou para os apelos midiáticos, só me resta bater palmas calorosas:

Anúncios

Os comentários estão desativados.