Sobre as mulheres e seu merecido dia

Publicado: 08/03/2010 em Opinião, Pensamento
Tags:

Um dia, somente um dia, desnecessário pois todos os dias são delas, necessário pois todas merecem um dia especial, inapropriado porque faz com que a maioria somente se lembre uma vez ao ano, muito apropriado pois a se existe um ser capaz de reconhecer um mínimo gesto, este ser é a mulher.

Contradições ambulantes em um mundo cada vez mais frio e insensível, se adaptam mas nunca conseguem abandonar totalmente a ternura que as caracteriza. Endurecem com o labor e com as injustiças diárias, mas se mostram novamente as mais amáveis criaturas ao receber o menor dos afagos, menor para nós homens insensiveis e inacessíveis, pois para as sábias mulheres uma demosntração de real afeto nunca poderia ser chamada de “menor”.

Espaçosas, pois ocupam cada vez mais espaço, e capazes pois o ocupam com maestria, devem ter o poder de multiplicar as horas para conseguir estar no trabalho e no lar, galgam seu espaço sem o frenesi competitivo masculino, não gostam de subir sozinhas preferem estar (bem) acompanhadas, apesar de tudo o que aprenderam sobre este mundo individualista ainda sentem medo de ficarem sozinhas.

Aprenderam como tudo funciona e agora vão conseguir mudar para funcionar do jeito delas, pode demorar, será lenta a transformação, mas com certeza elas chegarão lá, como sempre de mansinho, nos seduzindo lenta e deliciosamente com suas ídeias, adequando tudo ao seu redor para melhor se conformar à sua propria ternura, moldando nosso trabalho e nossos lares à sua forma maternal de ver o mundo. Sim pode demorar, mas não duvide elas chegarão lá.

PS: Elis Regina nasceu no mesmo de Mape.

Anúncios

Os comentários estão desativados.