Arquivo de fevereiro, 2010

Musicas para o domingo

Publicado: 28/02/2010 em Música
Tags:

Paralamas

Titãs

Nenhum de nós

É muito perigosa a forma como o conceito de homofobia está sendo incutido na cabeça do brasileiro médio, um programa de puro e vazio ENTRETENIMENTO deveria evitar tais discussões até porque o esclarecimento de tais questões não faz parte de suas propostas.

A verdade segundo a lei e o bom senso é que ninguém é obrigado a tolerar COMPORTAMENTOS que o desagradem, ser negro não é comportamento, assim como ser gay também não o é. Quando alguem demonstra repulsa por alguem ser simpleste negro, gordo, punk, funkeiro ou gay é PRECONCEITO e deve ser punido na forma da lei. Fato e ponto.

O risco está quando os movimentos ditos minoritários tentam levar a discussão para o aceite irrestrito de comportamentos sob a proteção repressora das leis anti-preconceito. A distorção ocorre quando por um DESVIO DE DISCURSO, condição e comportamento são colocados no mesmo barco, por exemplo todos têm o direito de praticar a Umbanda, mas não é aceitavel que seja realizado sacrifício de galinhas em praças públicas, uma liberdade não concede o direito de chocar toda a sociedade.

A vida em sociedade exige de TODOS: héteros e gays, cristãos, judeus e muçulmanos, corintianos, flamenguistas e gremistas; o aceite de certos limites e normas de conduta de forma que a liberdade de alguns não acabem por segregar e oprimir e as liberdades a vida de outros.

Afirmo sim que temos o direito de escolher os assuntos que gostamos de tratar e em que momento estaremos dispostos a tratar de tais assuntos. Temos o direito de não concordar com a prática de nudismo (acontece a todo momento no BBB) em espaços não destinados a tal prática e principalmente temos o direito de escolha entre o verde e o vermelho, desgostar de algo à princípio não pode ser considerado fobia e principalmente não pode ser confundido com o preconceito, este último, como já disse, conduta criminosa.

A tentativa de relacionar o desapreço comportamental a práticas segregacionistas e preconceituosas gera na sociedades uma série de movimentos e mecanismos de auto repressão que quando embasados em conceitos erronêamente difundidos levam a perseguições ideológicas que acabam por minar o direito básico da liberdade de expressão. Sociedades extremamentes reguladas onde não existem espaços para expressão da discordância já mostraram que são terrenos férteis para o nascimento de movimentos reacionários extremistas e violentos.

Engraçado que ao escrever este texto me parei em diversos momentos imaginando se não estaria demonstrando homofobia, ou qualquer tipo e preconceito, talvez por já estar inserido nesse contexto auto-repressivo, acho que antes de expressar qualquer posicionamento o debate interno se faz necessário para avaliarmos nossas posições, e assim nos tornemos flexiveis para exprimir, defender até mesmo mudar nossa opiniões.

PS: Quando falo em comportamentos não falo de demonstrações de afeto em público, isso é um direito adquirido por héteros e gays, ainda que dentro de certos limites, afinal existe para todos algo conhecido popularmente como atentado ao pudor.

Everbody´s Kung Fu fighting

Publicado: 24/02/2010 em Videos
Tags:,

Artes marciais, para conhecer, controlar e equilibar o corpo e a mente. A disciplina presente na cultura oriental como fonte de paz interior.

A quem estou enganando , na verdade eu gosto mesmo é do balanço da black music de Carl Douglas, totalmente excelente!

Kung Fu Fighting

Carl Douglas

Oh-oh-oh-ohhhhhhhh (x4)

Everybody was Kung Fu fighting, those cats were fast as lightning
In fact it was a little bit frightening, but they fought with expert timing

There were funky China men from funky Chinatown
They were trapping bend up, they were trapping bend down
It’s an ancient Chinese art, and everybody knew their part
For my friend, ain’t you a stiff, then I’m kickin’ from the hip

Everybody was Kung Fu fighting, those kids were fast as lightning
In fact it was a little bit frightening, but they fought with expert timing

There was funky Billy Jim and little Sammy John He said, here comes the big boss, let’s get it on
He took the bow and made a stand, started swaying with the hand
A sudden motion made me stiff, now we’re into a brandnew trip

Everybody was Kung Fu fighting, those kids were fast as lightning
In fact it was a little bit frightening, but they did it with expert timing

Everybody was Kung Fu fighting, those kids were fast as lightning
In fact it was a little bit frightening, make sure you have expert timing

Kung Fu fighting, had to be fast as lightning…

Ouvindo o dia inteiro

Nada contra o Avatar do Cameron, a tecnologia é bárbara est0nteante e tudo o mais, mas como filme faltou um roteiro original, uma história que ainda não fora contada. Mas agora eu vou falar do filme que deveria se chamar Avatar e somente não o é por motivos de registro de marca, Cameron regitrou primeiro e ganhou o nome.

Avatar é uma série animada de enorme sucesso do canal Nickelodeon, ambientada em um mundo que faz enorme referência às tradições e artes marciais chinesas, dividido em quatro nações cada uma representada por um elemento da natureza Ar, Fogo, Terra e Água, onde os cidadão destas nações possuem a habilidade de controlar tais elementos (massa velho!!!) e em cada geração nasce uma pessoa capaz de controlar os 4 elementos, esta pessoa recebe o nome de Avatar.

Na atual geração o Avatar nasceu na nação dos controladores (dobradores segundo a série) do ar, um garoto chamado Ang, que ressurge após 100 anos desaparecido, período em que a nação do fogo tenta subjugar as outras nações em um enorme guerra. Agora Ang como o Avatar tem que restaurar a paz entre as nações e este é o mote para toda a série.

O enredo e os personagens da história são de uma construção rara em séries animadas, com um mundo ricamente elaborado é até mesmo estranho que não tenham surgido spin-offs e bons games sobre a série, verdade que já vi alguins títulos para PS2, mas os mesmos não fazem jus ao desenho.

Mas este cenário vai mudar com o lançamento mundial de The Last Airbender, a versão cinematográfica com atores reais e direção de M. Night Shyamalan, a julgar pelas imagens dos trailler liberados, a caracterização fiel ao original e os efeitos de manipilação dos elemento tem tudo para alavancar a popularidade de Avatar.

O post está fincando longo, então vou seguir falando sobre The Last Airbender em um próxima oportunidade.

A resposta é NÃO. A ciência explica o porque novamente.Nós somos incapazes de fazer cócegas no próprio corpo (propositalmente) porque o cérebro prevê nossos movimentos antes que eles aconteçam, excluindo a sensação de perigo e pânico que provoca as cócegas. Quando alguém nos cutuca, o corpo reage, tornando-se tenso. Já quando tocamos o próprio corpo, ele não demonstra reação. Algumas pessoas nunca o contraem pelo toque de outros e portanto não sentem cócegas. Resultados de pesquisas feitas por um grupo de cientistas da Universidade de Londres indica que o cerebelo é o responsável pelo monitoramento dos movimentos, sendo assim é ele que impede a reação.

As cócegas excitam as terminações nervosas finas sob a superície da pele. Isso faz algumas pessoas rir enquanto outras se encolhem ao toque.
O nível de intensidade das cócegas depende de quem as está a fazer. Estudos recentes mostraram uma diferença entre as imagens cerebrais de pessoas que estavam a sofrer de cócegas feitas por outra pessoa, comparadas com quando faziam cócegas a si mesmas. No caso das autocócegas parece que o cérebro antecipa o que vai acontecer e indica-lhe que o ignore. As imagens cerebrais dos que faziam cócegas a si mesmos, mostraram que o cerebelo, uma parte do cérebro utilizada no planeamento, envia mensagens urgentes para outra zona do cérebro avisando-a que está uma sensação a caminho.

[…] Darwin, o evolucionista , estava interessado no fenómeno das cócegas. Percebeu que uma vítima de cócegas se contorcia de modo a afastar as zonas vulneráveis do corpo da fonte de estímulo. Pensava que se tratava de um mecanismo evolutivo para nos protegermos dos predadores. É interessante, mas o prazer que sentimos com as cócegas aumenta à medida que envelhecemos.

Copiei e colei descaradamente do Weverton e do DuasCulturas.

Não pertubem o sono

Publicado: 21/02/2010 em Fotos, Imagens
Tags:

Recesso forçado por motivos de visitas em casa.

Músicas para o domingo

Publicado: 21/02/2010 em Música
Tags:

E nada mais fim de carnaval que LOOSERHERMANOS.

Porque todo carnaval tem seu fim;

E todos somos caras estranhos

Mas no fim todos somos vencedores