O pier

Publicado: 30/12/2009 em Pensamento
Tags:,

Era para mim um lugar mágico, o longo braço de pedras invadindo o mar em direção ao horizonte, como que enfrentando as ondas que batiam em suas irregulares paredes de pedra lar de pequenos crustáceos e plantas marinhas. O caminho central, pavimentado e plano adornado com luminárias coloniais, fazia uma leve curva para a esquerda pouco antes de chegar ao seu final onde esperava a estátua da Rainha do Mar, com seu vestido azul, seus longos cabelos negros coroados de flores.

Era um refúgio, um lugar onde poderia sempre me desligar de meu próprio mundo e ao mesmo tempo me ligar ao mundo, o mar acalmava, os pescadores sempre seriam uma opção de conversa desinteressada e nunca foram aborrecimento quando quisera somente sentar e observar o encontro do céu com as águas no horizonte.

Era um refúgio, um local onde sempre podia encontrar a calma nos dias mas turbulentos, onde a reflexão era favorecida e se o caminho não fosse possivel tornava mais fácil a assimilação. Não imagino quantas vezes visitei aquele pier, muitas com certeza, e em todas fiz muito bem, nunca foi em vão, a paz não traz a justiça mas é um alento para o coração dos justos.

Hoje tento conseguir o que aquele local me trazia somente com a lembrança no pensamento, é bem mais difícil e por vezes não funciona, mas a tentativa é valida, tudo vale a pena quando a alma não não é pequena.

Os comentários estão desativados.