Recuperando o tempo perdido II, o vestido

Publicado: 08/11/2009 em Opinião
Tags:,

A maior da polêmicas do último mês, mais importante que as enchentes, os terremotos a crise de Honduras e Jesus – o Luz -, o caso do vestido da Uniban tem talvez um primeiro memnto em que a discussão sai da seara da moda e comportamento e pede uma discussão sobre liberdades individuais.

Geysy Villa Nova Arruda, a famosa moça da blusa rosa comprida, que foi esculachada e perseguida por se vestir de forma considerada (por quem?) inadequada, apareceu na tevê, deu entrevistas ficou famosa, agora foi oficialmente expulsa da Uniban, universidade que frequentava, segundo a explicação oficial por “flagrante desrespeito aos princípios éticos, à dignidade acadêmica e à moralidade”.

Ninguém possui informações sobre a vida pregressa de Geysy que possam confirmar tal derespeito, o vestido é curto sim, mas ao mesmo tempo não é tão mais escandaloso que outras vestimentas que passam como  “casuais” no meio acadêmico. Ela podia evitar claro, mas a reação animalesca do “meio acadêmico” foi de uma falta de proporção inimaginável para tal comunidade.

Me parece uma reação emergencial para a propaganda negativa gerada pela repercusão do fato, jogar toda a culpa na moça pouco vestida transformando-a em uma Jezebel foi a saída que a reitoria encontrou para dar uma resposta a sociedade. Resposta impensada e imprudente se vier a se confirmar, vai gerar mais críticas e a discussão jurídica vai ganhar novos contornos.

uniban

Propagandas que não gostariamos de ver por aí.

Anúncios

Os comentários estão desativados.